Os cientistas desenvolvem um robô quadrúpede que pode mudar a marcha dependendo de sua velocidade

Os cientistas, pela primeira vez, desenvolveram com sucesso um robô de quatro patas que pode mudar espontaneamente sua marcha quando a velocidade é variada.

robô de quatro patas, robôs, robôs de pernas amigáveis ​​ao usuário, robôs de pernas adaptáveis ​​em áreas de desastre, robôs de captura de movimento, fenômenos de transição de marcha quadrúpede, locomoção de robô adaptável, padrões de marcha de robô, Robótica, Ciência, Notícias de ciênciaPesquisadores da Tohoku University, no Japão, demonstraram com sucesso a reprodução dos fenômenos de transição da marcha quadrúpede. (Fonte: Tohoku University)

Os cientistas, pela primeira vez, desenvolveram com sucesso um robô de quatro patas que pode mudar espontaneamente sua marcha quando a velocidade é variada.

O avanço pode levar a uma ampla gama de aplicações, como robôs com pernas adaptáveis ​​que trabalham em áreas de desastre, robôs de entretenimento com pernas fáceis de usar e algoritmos de criação automática de movimento para animação gráfica por computador.

Até agora, a maneira pela qual a mudança de velocidade faz com que os quadrúpedes mudem seus modos de andar - caminhar, trotar e galopar - era mal compreendida. Pesquisadores da Universidade de Tohoku no Japão demonstraram com sucesso a reprodução dos fenômenos de transição da marcha quadrúpede.



Eles conseguiram isso por meio de um esquema de controle descentralizado, usando uma regra local simples em que uma perna continua a apoiar o corpo enquanto sente o peso na perna correspondente. Além disso, eles confirmaram que o perfil de eficiência energética dos padrões de marcha do robô correspondiam aos medidos em cavalos.

A pesquisa deve levar a uma melhor compreensão do mecanismo de como os quadrúpedes podem ajustar de forma flexível e eficiente sua marcha quando sua velocidade é alterada, disseram os pesquisadores. O resultado pode constituir a base de uma abordagem não convencional para coordenar os vários graus de liberdade necessários para a locomoção adaptativa do robô.