Satyajit Ray at 99: Um extrato de The Final Adventures of Professor Shonku

'Desde meus dias como estudante, quando li o livro incrível de H.G. Wells, The Time Machine, eu alimentei essa grande aspiração de inventar essa máquina sozinho. O desejo não está mais confinado apenas ao pensamento positivo. '

Satyajit Ray, aniversário de nascimento de Satyajit Ray99º aniversário de nascimento de Satyajit Ray: The Final Adventures of Professor Shonku, publicado pela Puffin, é traduzido por Satyajit Ray e Indrani Majumdar, pela primeira vez em inglês da coleção original das aventuras de ficção científica de Shonku. (Imagem de Satyajit Ray cortesia de Dinu Alam Newyork / Wikimedia Commons)

Máquina do Tempo do Professor Rondi

7 de novembro

É raro que três cientistas em três partes diferentes do mundo estejam conduzindo pesquisas em equipamentos semelhantes ao mesmo tempo. No entanto, é exatamente isso que tem acontecido ultimamente. Acontece que estou entre esses três cientistas e o gadget em que estou trabalhando é uma máquina do tempo.

Desde meus dias como estudante, quando li o incrível livro de H.G. Wells, The Time Machine, alimentei essa grande aspiração de inventar essa máquina sozinho. O desejo não está mais confinado apenas ao pensamento positivo. Eu já trabalhei muito duro. Já não se limita apenas a uma hipótese ou à minha imaginação. A teoria ganhou força quando li meu artigo sobre este assunto em um encontro de ciências em Madrid em fevereiro passado. A apresentação me rendeu muitos elogios. No entanto, devido a fundos insuficientes e à indisponibilidade das ferramentas e dispositivos adequados, meu trabalho nesta área não poderia prosseguir.

Nesse ínterim, aprendi com meu velho amigo alemão Wilhelm Crole que o professor Kleiber, da cidade de Colônia, na Alemanha, também está trabalhando em uma máquina do tempo e fazendo um bom progresso. Kleiber assistiu à minha palestra em Madrid e foi quando o conheci. Infelizmente, antes que pudesse concluir seu trabalho, ele perdeu sua vida nas mãos de um assaltante desconhecido. Isso havia ocorrido quinze dias atrás. O físico Kleiber era um cientista rico; ele tinha muitos interesses além desta área da ciência. Uma dessas paixões era colecionar artefatos valiosos. O assassino poderia ser um ladrão, pois três objetos de arte valiosos haviam desaparecido do escritório de Kleiber, a sala onde ele foi assassinado. Kleiber foi espancado até a morte com um objeto contundente. Apesar de uma busca minuciosa, a polícia ainda não localizou a arma e o agressor também continua foragido.

A terceira pessoa que atualmente trabalha em uma máquina do tempo é uma física italiana radicada em Milão, a professora Louise Rondi. A máquina de Rondi está completa e também passou por uma rodada de demonstrações. Rondi não estava presente em Madrid e não sabia do seu envolvimento nesta área de investigação. Depois de ler sua carta escrita à mão há um mês, descobri que sua máquina do tempo estava pronta. Ele nos convidou calorosamente a todos nós para visitarmos Milão para examinar sua máquina. Estou ciente de minha forte apreensão de perder nesta competição, mas está além de mim prever como ele realmente alcançou seu objetivo. Estou pensando em fazer uma viagem a Milão este mês. Rondi não está apenas cuidando da minha hospitalidade; ele se ofereceu para pagar minha viagem aérea também. Na verdade, Rondi é um homem extremamente abastado. Ele é conhecido não apenas como professor; ele é, na verdade, o conde Louise Rondi. Portanto, é fácil inferir que ele possui grandes ativos. No entanto, neste contexto, posso entender seus sentimentos. Afinal, é necessário um verdadeiro cientista para valorizar e apreciar uma descoberta tão significativa. Como ainda não tive sucesso neste experimento, Rondi não consegue relaxar até que ele mostre sua máquina para mim. Gastar uma quantia da ordem de Rs 20.000 a 30.000 não é nada para um cientista rico como ele.

Leia: Satyajit Ray: Apresente seu filho ao maestro por meio desses filmes e livros

Devo descrever a máquina do tempo para aqueles que não sabem o que é. Com a ajuda desta máquina, pode-se viajar para o passado ou para o futuro. Ainda há uma diferença de opinião entre os cientistas sobre como as pirâmides do Egito foram construídas. Com a ajuda de uma máquina do tempo, uma pessoa pode viajar 5.000 anos de volta no tempo e pode observar pessoalmente como essas estruturas imponentes foram construídas. Por que apenas 5000 anos, pode-se viajar, digamos, 7,5 milhões de anos de volta simplesmente para ver que tipo de criatura era o dinossauro. Essa viagem implica que você precisa viajar fisicamente, pessoalmente? Não posso comentar sobre isso até ver a máquina de Rondi. Pode ser que seu corpo permaneça estático, mas o que se desenrola diante de seus olhos são as imagens dos velhos tempos, como um filme. Nada mal! O que mais você pode pedir? Se a humanidade hoje puder assistir aos homens das cavernas pré-históricos ou testemunhar as guerras envolvendo Alexandre e Napoleão ou mesmo ver como será este mundo daqui a 20.000 anos, que realização extraordinária seria!

Decidi aceitar o convite de Rondi. Como uma criança, estou extremamente curioso sobre esta máquina. Não posso perder a oportunidade de ver isso.

12 de novembro

Mais uma carta de Rondi. Embora eu já tenha respondido a sua carta anterior, ele deve ter me escrito esta antes de receber minha resposta. Claramente, ele está esperando para receber um elogio de um cientista aclamado internacionalmente com muita ansiedade. Hoje, enviei um telegrama mencionando a data e a hora de minha chegada.

Enquanto isso, o problema veio bater à minha porta.

Do nada, Nakurbabu apareceu. Eu o mencionei antes. Um homem muito gentil e modesto. Na verdade, ele pode ser muito imaturo e virtuoso, mas às vezes parece possuir poderes tão misteriosos e sobrenaturais que é capaz de perceber coisas além da capacidade de qualquer pessoa normal. Uma de suas extraordinárias faculdades é a capacidade de ler o futuro - é como se esse cavalheiro se transformasse em uma máquina do tempo viva.

Como sempre, Nakurbabu tocou meus pés e se desculpou por me incomodar. Então, sentando-se no sofá, ele começou a falar, avisando-me que talvez eu tivesse que enfrentar algum perigo em um futuro distante. Sua visita foi feita para me alertar.

Eu perguntei: 'Perigo? Que tipo de?'

Apertando as mãos, ele disse: 'Bem, eu não posso descrever o seu risco com precisão, mas posso sentir um sério perigo esperando por você, que pode até colocar sua vida em perigo. Portanto, achei que deveria informá-lo.

_ Vou sobreviver a esse perigo?

_ Isso eu não posso dizer, senhor.

_Você pode me dizer quando é provável que aconteça?

_ Sim, senhor, posso _ respondeu Nakurbabu com convicção. ‘O incidente acontecerá no dia 21 de novembro às 21h Não posso dizer mais nada, senhor.

Estarei chegando a Milão no dia 18 de novembro. Pode-se ver que este incidente previsto acontecerá enquanto eu estiver lá. Pelo que eu sei, Rondi é um homem de coração nobre. Nunca ouvi falar de nada malicioso sobre ele. O perigo, nesse caso, sairá da máquina de Rondi?

Seja qual for o caso, tenho que enfrentar as circunstâncias. Não será uma má ideia viajar para o passado e também para o futuro, pelo menos uma vez, antes de morrer!

(Extraído com permissão do livro The Final Adventures of ProfessorShonku,Traduzido por Satyajit Ray e Indrani Majumdar, publicado pela Puffin.)