Forças mexicanas matam líder do cartel de drogas e outros 11

Juan Francisco Patron Sanchez, líder regional do cartel Beltran Leyva, estava entre os mortos no tiroteio, disse o governo mexicano.

México, México mata traficante, México drung ameaça, Notícias do México, Máfia das drogas do México, Notícias do México, Últimas notícias, notícias do mundo, últimas notícias, Notícias internacionaisFuzileiros navais mexicanos patrulham a área após um tiroteio no qual o líder do cartel Beltran Leyva, Juan Francisco Patron Sanchez, e vários cúmplices morreram na troca no México. (Fonte: AP)

Autoridades mexicanas mataram um líder de cartel de drogas e 11 outros suspeitos de gangue em confrontos envolvendo forças terrestres e um helicóptero militar que atirou contra os homens armados, disseram as autoridades na sexta-feira. Juan Francisco Patron Sanchez, líder regional do cartel Beltran Leyva, estava entre os mortos no tiroteio na noite de quinta-feira no estado de Nayarit, na costa do Pacífico, disse o governo.

Veja o que mais está fazendo notícia

A Marinha disse em um comunicado que a escaramuça começou quando os atiradores usaram armas de alto calibre contra as forças federais que vinham seguindo os suspeitos na cidade de Tepic.

Para reduzir o nível de agressão e diminuir o risco de morte entre civis e forças federais, (tropas) repeliram o ataque com o apoio de fogo dissuasivo de um helicóptero, disse o comunicado.

Um oficial federal disse à AFP que era um helicóptero marinho Black Hawk. Fuzileiros navais estiveram envolvidos no ataque inicial e mais tarde se juntaram a eles a polícia federal e tropas do exército, disse o oficial sob condição de anonimato.

O uso do helicóptero permitiu que as forças terrestres controlassem a agressão, resultando na morte de oito supostos infratores, incluindo Patron, disse a Marinha.

Vários rifles e revólveres, bem como um lançador de granadas, foram apreendidos.

As forças federais repeliram uma segunda agressão perto do aeroporto de Tepic, deixando mais quatro suspeitos mortos, disse o comunicado.

Nenhuma das forças federais foi ferida.

O ministério do interior disse que Patron era o líder do cartel em Nayarit e parte do estado vizinho de Jalisco.

A região também abriga o poderoso cartel de drogas Jalisco New Generation, que derrubou um helicóptero militar com uma granada propelida por foguete em maio de 2015, matando sete soldados e uma policial.

Dias depois desse confronto, a polícia federal, apoiada por um helicóptero Black Hawk, matou 42 suspeitos da Nova Geração em Tanhuato, uma cidade na fronteira dos estados de Michoacan e Jalisco.

O presidente Enrique Pena Nieto demitiu o chefe da Polícia Federal no ano passado após alegações de que pelo menos 22 suspeitos foram executados sumariamente em Tanhuato.

Nayarit também faz fronteira com o estado de Sinaloa, no noroeste, onde pelo menos 21 pessoas foram mortas desde o fim de semana passado, incluindo um fuzileiro naval.

O poderoso cartel de drogas de Sinaloa costumava ser aliado da família do crime Beltran Leyva, mas os grupos agora são inimigos.

Os Beltran Leyvas ficaram enfraquecidos nos últimos anos após a captura do chefão Alfredo Beltran Leyva em 2008, a morte de seu irmão, Arturo, em um tiroteio com tropas em 2009, e a prisão de outro irmão, Hector, em 2014.