Menina americana de 3 anos com QI de Einstein entra na Mensa

O clube de elite só aceita pessoas com quociente de inteligência (QI) nos 2% melhores do mundo.

Uma menina americana de três anos entrou no clube de gênios Mensa depois de marcar 160 no teste de QI, o que a torna tão inteligente quanto Albert Einstein.

Alexis Martin, do Arizona, que pode rotular todos os continentes e países em um mapa, é a pessoa mais jovem do estado a entrar na Mensa.

O clube de elite só aceita pessoas com quociente de inteligência (QI) nos 2% melhores do mundo.

Os pais de Martin perceberam suas habilidades pela primeira vez quando ela foi capaz de recitar exatamente a história de ninar da noite anterior, relatou a KABC-TV.

Então o pai tentava responder: 'Ah, sim, e então o elefante era quem estava compartilhando'. E ela me corrigia e dizia: 'Não, pai, era o canguru que estava compartilhando', disse o pai dela , Ian.

A pessoa média tem um QI de cerca de 100, disse o relatório.

Alexis também é fluente em espanhol, que aprendeu usando um aplicativo em um tablet.

Embora Einstein nunca tenha feito um teste de QI, já que nenhum dos testes de inteligência modernos existiu durante o curso de sua vida, mas os especialistas acreditam que ele tinha um QI de cerca de 160.